terça-feira, 7 de maio de 2024

BESOURO MANGANGÁ

 


 O retrato falado de Besouro Mangangá

O retrato falado de Besouro, foi um estudo de anos de relatos e entrevistas do mestre Sidney de Santo Amaro da Purificação, BA. Mestre teve como base as pesquisas da professora e historiadora Maria Mutti que entrevistou muitos e muitas (as) contemporâneos (as) de besouro ao longo dos anos e décadas de estudos. Além da fisionomia, os relatos apontam que Besouro era um homem de baixa estatura e aparência amistosa, contrariando o imaginário popular que era um homem gigante e de feição assombrosa.

Depois de muitos estudos, essa será a base da estátua que será erguida em sua homenagem na cidade de Santo Amaro, no recôncavo baiano, no centenário da sua morte no dia 08 de julho de 1924. E é também com muita alegria que anúncio, que a imagem foi gentilmente cedida a me pelo seu detentor para o cordel cem anos da morte de Besouro Mangagá, que estarei lançado em Santo Amaro na semana do evento, junto ao cordel cem anos da morte de Tia Ciata, que também será homenageada na ocasião.

Texto e postagem: Antônio Luiz Campos (Boa Alma)

Direitos da imagem: Mestre Sidney de Jesus Santos.

Outras informações: Doc. A verdadeira História de Besouro Mangangá, direção Mestre Sidney de Jesus Sidney Santos De Jesus De Jesus.


sábado, 27 de janeiro de 2024

BERIMBAULEIRO 2024

 

 #Berimbauleiro , Não perca a oportunidade de participar do Berimbauleiro, um dos maiores eventos de Capoeira Angola do Sul do Brasil, prepare se para vivenciar três dias intensos, com muita capoeira, samba de roda e muita papoeira, com os melhores Mestres de toda parte, 29, 30 e 31 de Março reserve no link do berimbauleiro seu passaporte e venha participar, nessa imersão da cultura, será inesquecível, vc não pode ficar fora dessa entre no link e faça sua inscrição agora mesmo e aproveite a promoção. https://sites.google.com/view/berimbauleiro/p%C3%A1gina-inicial
https://www.instagram.com/p/C2cT9scuZNl/?igsh=aXBxMjVlZjBudzN5


terça-feira, 16 de janeiro de 2024

MESTRE JOÃO GRANDE

 


Há noventa e um anos atrás, na cidade de Itagi, no sertão da Bahia, nascia, João Oliveira dos Santos, um menino preto, pobre e sertanejo, que veio ao mundo, quarenta e três anos após a abolição no Brasil. O rapaz que conheceu a capoeira do sertão através do corta capim, que chegou em Salvador e viu na roda do mestre Barbosa a primeira manifestação da capoeira de berimbau na sua vida, que bebeu da sabedoria de cobrinha verde, e que ao lado do outro João (o pequeno), tornou-se os dois maiores nomes da escola do Velho angoleiro Pastinha.
Para os amigos capoeiras, e, para todos nós é "MESTRE JOÃO GRANDE" para seu Pastinha era Gavião, "companheiro de jogo de "Cobra mansa" (Mestre João pequeno in memorian).

De Itagi para Salvador, de Salvador para o Brasil inteiro, do Brasil inteiro para New York, e de New York para o mundo. Viva sua ancestralidade angoleira, viva seu João Grande.

91 anos na história.
71 anos de capoeira.
1.000,000,00 de anos luz de legado.

Iê viva seu JOÃO!


TEXTO: Internet

sexta-feira, 27 de outubro de 2023

CAPOEIRA É...

 


CAPOEIRA é luta de bailarinos. É dança de gladiadores. É duelo de camaradas.    É jogo, é bailado, é disputa – simbiose perfeita de força e ritmo, poesia e agilidade. Única em que os movimentos são comandados pela música e pelo canto. A submissão da força ao ritmo. Da violência à melodia. A sublimação dos antagonismos. 

Dias Gomes